Piso salarial do contabilidade 2010 books



Tabela salarial - pisos até dezembro 2010


R$ 594,00 E)Auxiliar de Enfermagem, auxiliar de cobaltoterapia, , auxiliar de hemoterapia, escriturário, auxiliar de laboratório, auxiliar de enfermagem veterinária, tosador de animais domésticos, esteticista de animais domésticos, Auxiliar de protético. R$ 698,00 F) Técnico de enfermagem, técnico de higiene dental e técnico de laboratório, técnico protético. 244,00 CORREÇÃO SALARIAL: A partir de 01/05/2010 os salários serão corrigidos aplicando-se o percentual de 5,5% sobre os salários praticados em 01/01/2010.

AUXÍLIO ALIMENTAÇÃO: A partir de 01/05/2010 será concedido a todos os empregados um auxílio alimentação mensal no valor mínimo de R$ 130,00 (cento e trinta reais) conforme cláusula 04 CCT 2010/2011.

  • Pages: 1
  • Size: 104 KB
  • Date: 2013-06-10 19:05:37

SalÁrios, reajustes e pagamento piso salarial


499-15; celebram a presente CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO, estipulando as condições de trabalho previstas nas cláusulas seguintes: CLÁUSULA PRIMEIRA - VIGÊNCIA E DATA-BASE As partes fixam a vigência da presente Convenção Coletiva de Trabalho no período de 1º de maio de 2009 a 30 de abril de 2010 e a data-base da categoria em 1º de maio. CLÁUSULA SEGUNDA - ABRANGÊNCIA A presente Convenção Coletiva de Trabalho abrangerá a(s) categoria(s) HOSPITAIS E ESTABELECIMENTOS DE SERVIÇOS DE SAÚDE E TRABALHADORES EM ESTABELECIMENTOS DE SERVIÇOS DE SAÚDE, com abrangência territorial em Altamira do Paraná/PR, Araruna/PR, Barbosa Ferraz/PR, Boa Esperança/PR, Campina da Lagoa/PR, Campo Mourão/PR, Corumbataí do Sul/PR, Engenheiro Beltrão/PR, Fênix/PR, Goioerê/PR, Iretama/PR, Janiópolis/PR, Juranda/PR, Luiziana/PR, Mamborê/PR, Moreira Sales/PR, Nova Cantu/PR, Peabiru/PR, Quinta do Sol/PR, Roncador/PR, Terra Boa/PR e Ubiratã/PR. SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL CLÁUSULA TERCEIRA - PISO SALARIAL PISOS SALARIAIS: A partir de 01/05/2009 os pisos salariais, mínimos, a serem praticados pela categoria ficam assim estabelecidos: Contínuo, Guarda, Vigia, Porteiro, Auxiliar de Cozinha, Lavanderia, Auxiliar de Costura, Copeira, Cozinheira, Zeladora, Servente, Costureira e Lactarista.

R$ 485,18 Secretária de Consultório, Recepcionista, Auxiliar de Escritório, Auxiliar de Departamento Pessoal, Auxiliar de Contabilidade, Auxiliar de Compras e Secretária de Farmácia.

  • Pages: 12
  • Size: 84 KB
  • Date: 2013-06-12 21:04:13

SalÁrios, reajustes e pagamento piso salarial


123/0001-27, neste ato representado(a) por seu Presidente, Sr(a). CASTINALDO BASTOS SANTOS; celebram a presente CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO, estipulando as condições de trabalho previstas nas cláusulas seguintes: CLÁUSULA PRIMEIRA - VIGÊNCIA E DATA-BASE As partes fixam a vigência da presente Convenção Coletiva de Trabalho no período de 1º de abril de 2010 a 31 de março de 2011 e a data-base da categoria em 1º de abril. CLÁUSULA SEGUNDA - ABRANGÊNCIA A presente Convenção Coletiva de Trabalho abrangerá a(s) categoria(s) Empregados em Estabelecimentos de Serviços de Saúde , com abrangência territorial em Belo Horizonte/MG, Caeté/MG, Sabará/MG e Vespasiano/MG.

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL CLÁUSULA TERCEIRA - PISOS SALARIAIS Ficam mantidos os seguintes “pisos salariais” a favor dos empregados, a seguir especificados: PISO A - Para os trabalhadores em limpeza, copeiras, auxiliares de lavanderia e serventes, o valor do Piso Salarial será: A partir do mês de abril de 2010, inclusive, no valor de R$ 510,00 (quinhentos e dez reais).

  • Pages: 17
  • Size: 808 KB
  • Date: 2013-06-12 01:59:45

SalÁrios, reajustes e pagamento piso salarial


995-72; celebram a presente CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO, estipulando as condições de trabalho previstas nas cláusulas seguintes: CLÁUSULA PRIMEIRA - VIGÊNCIA E DATA-BASE As partes fixam a vigência da presente Convenção Coletiva de Trabalho no período de 1º de julho de 2009 a 30 de junho de 2010 e a data-base da categoria em 1º de julho. CLÁUSULA SEGUNDA - ABRANGÊNCIA A presente Convenção Coletiva de Trabalho abrangerá a(s) categoria(s) São beneficiários das condições previstas nesta Convenção Coletiva de Trabalho os empregados que, abrangidos no âmbito da representação sindical da categoria, trabalhem para empresas cuja categoria econômica é representada por sindicato patronal, bem como, aqueles inorganizados sindicalmente ou não, submetidos a normas especificas coletivas de trabalho, com abrangência territorial em SE. SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL CLÁUSULA TERCEIRA - PISO SALARIAL E CARGA HORÁRIA 1°Fica acordado que os Contadores registrados no CRC/SE que laborarem no regime de 44(quarenta e quatro) horas semanais, no período de 01/07/2009 a 30/06/2010 terá um piso salárial mensal de R$ 900,00(novecentos reais), para os Técnicos de Contabilidade registrados no CRC/SE que laborarem no regime de 44(quarenta e quatro) horas semanais, no período de 01/07/2009 a 30/06/2010 terá um piso salárial mensal de R$600,00(seiscentos reais) ,Auxiliares de Escritório e afins que laborarem no regime http://www.

11/8/2009 Mediador - Extrato Instrumento Coletivo Página 2 de 6 de 44(quarenta e quatro) horas semanais, no período de 01/07/2009 a 30/06/2010 terá um piso salárial mensal de R$500,00 (quinhentos reais) e Serviços Gerais que laborarem no regime de 44(quarenta e quatro) horas semanais, no período de 01/07/2009 a 30/06/2010 terá um piso salárial mensal de R$ 465,00(quatrocentos e sessenta e cinco reais).

  • Pages: 6
  • Size: 104 KB
  • Date: 2013-06-04 18:12:00

SalÁrios, reajustes e pagamento piso salarial


124/0001-29, neste ato representado(a) por seu Presidente, Sr(a). ALCIR CAMPELO MENDES; celebram a presente CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO, estipulando as condições de trabalho previstas nas cláusulas seguintes: CLÁUSULA PRIMEIRA - VIGÊNCIA E DATA-BASE As partes fixam a vigência da presente Convenção Coletiva de Trabalho no período de 1º de janeiro de 2011 a 31 de dezembro de 2012 e a data-base da categoria em 1º de janeiro. CLÁUSULA SEGUNDA - ABRANGÊNCIA A presente Convenção Coletiva de Trabalho abrangerá a(s) categoria(s) Empregados em Empresas de Asseio, Conservação, Trabalho Temporário e Serviços Terceirizáveis, com abrangência territorial em PA.

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL CLÁUSULA TERCEIRA - PISO SALARIAL VIGÊNCIA DA CLÁUSULA: 01/01/2011 a 31/12/2011 As empresas abrangidas por esta Convenção Coletiva não poderão utilizar salário inferior ao piso mínimo estabelecido na presente Cláusula, que é de R$ 577,80 (quinhentos e setenta e sete rais e oitenta centavos).

  • Pages: 33
  • Size: 301 KB
  • Date: 2013-06-11 04:53:17

SalÁrios, reajustes e pagamento piso salarial


988/000188, neste ato representado(a) por seu Presidente, Sr(a). LUIS RODRIGO SCHRUBER MILANO; celebram a presente CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO, estipulando as condições de trabalho previstas nas cláusulas seguintes: CLÁUSULA PRIMEIRA - VIGÊNCIA E DATA-BASE As partes fixam a vigência da presente Convenção Coletiva de Trabalho no período de 1º de maio de 2010 a 30 de abril de 2012 e a data-base da categoria em 1º de maio. CLÁUSULA SEGUNDA - ABRANGÊNCIA A presente Convenção Coletiva de Trabalho abrangerá a(s) categoria(s) trabalhadores nos estabelecimentos de serviços de saúde localizados na Base Territorial do Sindicato dos Hospitais e Estabelecimentos de Serviços de Saúde do Paraná e do Sindicato Obreiro signatário que abrange o Município de Paranaguá, Estado do Paraná, com abrangência territorial em Paranaguá/PR.

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL CLÁUSULA TERCEIRA - PISO SALARIAL Os pisos salariais da categoria, a partir de primeiro de maio de 2010, ficam assim fixados: A) Base de cálculo do salário hora do Aprendiz (inteligência dos artigos 428 e seguintes da CLT e Decreto 5.

  • Pages: 21
  • Size: 148 KB
  • Date: 2013-05-31 06:44:22

Taxa de reversÃo salarial - exercÍcios 2009/2010 e 2010/2011 ...


A oposição dar-se-á individualmente mediante apresentação, pelo empregado opositor, de carta de oposição, diretamente na sede do SINCOMAR, da qual deverá constar necessariamente o nome completo do empregado, assinatura, número do PIS, razão social do empregador, CNPJ e endereço deste. No caso dos empregados que residam fora do município de Maringá a oposição poderá ser enviada via postal com aviso de recebimento “A. ”- devidamente assinado e com firma reconhecida, considerando-se como data de oposição a data da postagem.

4) O empregador somente se desobriga do recolhimento da reversão salarial mediante a apresentação, pelo empregado, do “recibo de entrega de termo de oposição” fornecido pelo SINCOMAR ou pela apresentação do “A.

  • Pages: 16
  • Size: 212 KB
  • Date: 2013-06-12 06:37:08

SalÁrios, reajustes e pagamento piso salarial


511/0001-87, neste ato representado(a) por seu Membro de Diretoria Colegiada, Sr(a). MARCO FLAVIO DE ALENCAR; celebram a presente CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO, estipulando as condições de trabalho previstas nas cláusulas seguintes: CLÁUSULA PRIMEIRA - VIGÊNCIA E DATA-BASE As partes fixam a vigência da presente Convenção Coletiva de Trabalho no período de 1º de março de 2009 a 28 de fevereiro de 2011 e a data-base da categoria em 1º de março. CLÁUSULA SEGUNDA - ABRANGÊNCIA A presente Convenção Coletiva de Trabalho abrangerá a(s) categoria(s) dos auxiliares de administração escolar do Estado do Rio de Janeiro, com abrangência territorial em RJ.

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL CLÁUSULA TERCEIRA - DOS PISOS SALARIAIS De conformidade com o previsto na cláusula 4ª deste instrumento, os novos pisos salariais serão: 1 - A partir de 01 de março de 2009: a) Para os encarregados de departamento pessoal, encarregados de secretaria, encarregados de tesouraria e encarregados de contabilidade, R$ 920,02 (novecentos e vinte reais e dois centavos); b) Para o pessoal de secretaria, tesouraria, departamento pessoal, recepção, inspeção de alunos e demais integrantes da categoria profissional, R$ 537,50 (quinhentos e trinta e sete reais e cinquenta centavos); c) Para os serventes, R$ 465,00 (quatrocentos e sessenta e cinco reais).

  • Pages: 7
  • Size: 72 KB
  • Date: 2013-06-14 02:08:02

ConvenÇÃo coletiva de trabalho 2010/2011


EDUARDO HELENO VALADARES ABREU; celebram a presente CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO, estipulando as condições de trabalho previstas nas cláusulas seguintes: CLÁUSULA PRIMEIRA - VIGÊNCIA E DATA-BASE As partes fixam a vigência da presente Convenção Coletiva de Trabalho no período de 1º de maio de 2010 a 30 de abril de 2011 e a data-base da categoria em 1º de maio. CLÁUSULA SEGUNDA - ABRANGÊNCIA A presente Convenção Coletiva de Trabalho abrangerá a(s) categoria(s) de empregados em Escritórios de Contabilidade, Auditoria e Perícias Contábeis, com abrangência territorial em MG. Salários, Reajustes e Pagamento Piso Salarial CLÁUSULA TERCEIRA - PISOS SALARIAIS Os empregados admitidos a partir de 1º de maio de 2010 não poderão receber salários inferiores a: FUNÇÕES Mensageiro/continuo/Oficce-Boy Faxineira e Serviços Gerais Auxiliar de escritório/ pessoal/ Fiscal/ Recepcionista/ Escriturário/ Auxiliar de Arquivo/Assistente Administrativo e Similares Auxiliar de contabilidade, de auditoria, Classificador, Conciliador, Caixa, Auxiliar de PISOS 550,00 555,00 565,00 665,00 Tesouraria, Arquivista, Secretária e Digitador.

Encarregado de Setor Chefe de Setor 850,00 Demais Funções 1.

  • Pages: 13
  • Size: 81 KB
  • Date: 2013-06-05 14:16:16

Pauta unificada de reivindicaÇÕes act br 2011 - 2012


2011, pelo ICV/DIEESE, acumulado de setembro de 2010 a agosto de 2011. b) No mês de setembro de 2011, a Empresa reajustará os salários da tabela de Renda Mínima por Nível e Região – RMNR, vigentes em 31. 2011, será unificada nacionalmente adotando-se para tal a tabela vigente para a região 1, e terá alterada sua nomenclatura para RMN – Renda Mínima por Nível, e os salários nela contidos serão a base de cálculo para todos os efeitos legais, inclusive suplementação de aposentadoria e incidência de adicional de periculosidade, quando devido, com retroatividade à data de sua implantação.

1 Cláusula 2ª - PRODUTIVIDADE/AUMENTO REAL Sobre os salários corrigidos na forma da cláusula anterior, a Empresa aplicará ainda 10% (dez por cento), a título de produtividade/aumento real, em 01/09/2011.

  • Pages: 5
  • Size: 140 KB
  • Date: 2013-06-13 08:47:27

Mediador - extrato instrumento coletivo


031/0001-87, neste ato representado(a) por seu Presidente, Sr(a). EDMILSON PEREIRA DE ASSIS; celebram a presente CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO, estipulando as condições de trabalho previstas nas cláusulas seguintes: CLÁUSULA PRIMEIRA - VIGÊNCIA E DATA-BASE As partes fixam a vigência da presente Convenção Coletiva de Trabalho no período de 1º de janeiro de 2010 a 31 de dezembro de 2010 e a data-base da categoria em 1º de janeiro. CLÁUSULA SEGUNDA - ABRANGÊNCIA A presente Convenção Coletiva de Trabalho abrangerá a(s) categoria(s) dos empregados em empresas de prestação de serviços de locação de mão-de-obra, com abrangência territorial em RN.

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL CLÁUSULA TERCEIRA - DO PISO DA CATEGORIA PARÁGRAFO PRIMEIRO – “A” Aos empregados que exerçam as funções abaixo relacionada, assim, como todas as demais funções que decorram de Contrato de Prestação de Serviços e de, ou, terceirização, desde que expressamente não enquadras por outra representação sindical profissional, farão jus ao piso de R$ 515,00 (quinhentos e quinze reais).

  • Pages: 11
  • Size: 210 KB
  • Date: 2013-06-11 18:53:09

ConvenÇÃo coletiva de trabalho 2010/2011


MARCOS MARCELINO DE OLIVEIRA; celebram a presente CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO, estipulando as condições de trabalho previstas nas cláusulas seguintes: CLÁUSULA PRIMEIRA - VIGÊNCIA E DATA-BASE As partes fixam a vigência da presente Convenção Coletiva de Trabalho no período de 1º de junho de 2010 a 31 de maio de 2011 e a data-base da categoria em 1º de junho. CLÁUSULA SEGUNDA - ABRANGÊNCIA A presente Convenção Coletiva de Trabalho abrangerá a(s) categoria(s) trabalhadores nas indústrias metalúrgicas mecânicas e de material elétrico, com abrangência territorial em PA. Salários, Reajustes e Pagamento Piso Salarial CLÁUSULA TERCEIRA - PISO SALARIAL VIGÊNCIA DA CLÁUSULA: 01/06/2010 a 31/05/2011 PISOS SALARIAIS - Os pisos salariais da categoria deverão ser praticados a partir de 1º de JUNHO de 2010, em 03 (três) níveis, obedecidos os parâmetros e as regras abaixo especificadas, de conformidade com as tabelas a seguir: NÍVEL A A PARTIR DE 1º DE JUNHO/2010 PERÍODO DE APÓS EXPERIÊNCIA EXPERIÊNCIA R$ 521,00 R$ 545,04 B R$ 550,50 R$ 575,29 C R$ 627,90 R$ 726,64 Os empregados das empresas integrantes da categoria econômica serão admitidos com o piso salarial do período de experiência, fazendo jus ao piso salarial final de seu nível somente após 90 (noventa) dias de sua contratação ou término de seu contrato de experiência na mesma empresa ou econômico.

Nenhum integrante da categoria profissional convenente poderá perceber salário mensal inferior aos pisos acima descritos, entendendo-se por: EMPREGADO NÍVEL A - O empregado enquadrado no nível "A", será aquele que não possua nenhuma qualificação profissional, entendendo-se como tal, aquele que ocupe as funções de servente, ajudantes em geral ou assemelhados, cobrador, auxiliar de escritório, datilógrafo, recepcionista, auxiliar de vendas, vigias, digitador, montador de equipamento eletrônico, atendente, lavador, balconista, cozinheiro, copeiro, faxineiro ou assemelhados, e que não se enquadre

  • Pages: 25
  • Size: 124 KB
  • Date: 2013-06-05 03:56:22

Cct 2010 2011 sinepe saaepar oficial[1]


Parágrafo Único: Compreende-se por Instituição de Ensino: educação (maternal e préescola), ensino fundamental, ensino médio e educação profissional (ensino de primeiro e segundo graus regulares), supletivo ou especial, ensino superior, cursinhos pré-vestibulares, cursos preparatórios para concurso, cursos à distância, instituições, associações, fundações e sociedades educacionais, cursos livres de qualquer natureza, inclusive escolas de dança, academias de ginástica, musculação, natação e similares, escolas de artes, de música, de línguas, de outras modalidades desportivas, de corte e costura, de datilografia e todas as demais que compreendam ensino técnico profissional e/ou comercial, de forma direta ou indireta. 02 - REAJUSTE SALARIAL - Para os contratos de trabalho firmados entre Auxiliares de Administração Escolar e Instituições de Ensino em toda a base territorial dos Sindicatos acordantes, excepcionados os mencionados no parágrafo primeiro, fica concedido o reajuste salarial no percentual de 5,77% (cinco vírgula setenta e sete por cento), incidentes sobre os salários de 01. Parágrafo primeiro – Para os contratos de trabalho firmados entre Auxiliares de Administração Escolar e Instituições de Ensino nos Municípios de Foz do Iguaçu, Santa Terezinha de Itaipu, São Miguel do Iguaçu, Medianeira, Diamante do Oeste, Itaipulândia, Missal, Santa Helena, São José das Palmeiras, Mercedes, Pato Bragado, Esperança Nova, Marechal Cândido Rondon, Terra Roxa e Guaíra, fica concedido o reajuste salarial no percentual de 4,77% (quatro vírgula setenta e sete por cento), incidentes sobre os salários de 01.

Parágrafo segundo - Poderão ser compensados os aumentos compulsórios e espontâneos concedidos no período compreendido entre 01.

  • Pages: 20
  • Size: 108 KB
  • Date: 2013-06-14 04:46:55

ConvenÇÃo coletiva de trabalho 2010/2011


JACINTHO SOELLA FERRIGHETTO; celebram a presente CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO, estipulando as condições de trabalho previstas nas cláusulas seguintes: CLÁUSULA PRIMEIRA - VIGÊNCIA E DATA-BASE As partes fixam a vigência da presente Convenção Coletiva de Trabalho no período de 1º de agosto de 2010 a 31 de julho de 2011 e a data-base da categoria em 1º de agosto. CLÁUSULA SEGUNDA - ABRANGÊNCIA A presente Convenção Coletiva de Trabalho abrangerá a(s) categoria(s) dos empregados das Empresas de Serviços Contábeis, Auditoria, Assessoramento, Perícias, Informações e Pesquisas, com abrangência territorial no Espírito Santo, com abrangência territorial em ES. Salários, Reajustes e Pagamento Piso Salarial CLÁUSULA TERCEIRA - SALÁRIO DE INGRESSO/PISO SALARIAL/REAJUSTE SALARIAL Fica concedido aos empregados beneficiados por esta CCT, empresas de contabilidade e profissionais (pessoas físicas) organizados sob a forma de escritório individual, a partir de 1º de agosto de 2010, reajuste de 8% (oito por cento) sobre os salários recebidos em 01/08/2009.

Os aumentos e antecipações ocorridos de 02/8/2009 a 31/7/2010 devem ser excluídos ou abatidos do percentual concedido na data de 1/8/2010.

  • Pages: 11
  • Size: 104 KB
  • Date: 2013-06-14 12:48:38

Patronato quer detonar o novo aviso prévio


Reajuste salarial Final de ano Empresa que age de má Chegou a hora do fé não merece respeito O reajuste salarial de 6,5% é matéria incontroversa em todos os processos de dissídios coletivos ajuizados pelo SEAAC, razão pela qual não há sentido aguardar o julgamento do dissídio para aplica-lo, visto que os julgadores só apreciarão as matérias conflituosas. Empresa que age assim está de má fé e arcará com o ônus de sua torpeza. O 13º salário deve ser integrado pelo salário fixo e mais a média das comissões, incluindo horas extras e adicionais.

A primeira parcela deve estar quitada até o dia 30 de novembro e a segunda até 20 de dezembro.

  • Pages: 4
  • Size: 3.5 MB
  • Date: 2013-06-12 02:26:24

SalÁrios, reajustes e pagamento


988/000188, neste ato representado(a) por seu Presidente, Sr(a). LUIS RODRIGO SCHRUBER MILANO; celebram a presente CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO, estipulando as condições de trabalho previstas nas cláusulas seguintes: CLÁUSULA PRIMEIRA - VIGÊNCIA E DATA-BASE As partes fixam a vigência da presente Convenção Coletiva de Trabalho no período de 1º de maio de 2010 a 30 de abril de 2012 e a data-base da categoria em 1º de maio. CLÁUSULA SEGUNDA - ABRANGÊNCIA A presente Convenção Coletiva de Trabalho abrangerá a(s) categoria(s) Trabalhadores nos estabelecimentos de serviços de saúde localizados na Base territorial da entidade obreira signatária, com abrangência territorial em Assis Chateaubriand/PR, Marechal Cândido Rondon/PR, Nova Santa Rosa/PR, Ouro Verde do Oeste/PR, Palotina/PR, Santa Helena/PR, São José das Palmeiras/PR, Toledo/PR e Tupãssi/PR.

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL CLÁUSULA TERCEIRA - PISOS SALARIAIS VIGÊNCIA DA CLÁUSULA: 01/05/2010 a 31/01/2011 Os pisos salariais da categorial ficam assim fixados: A) Base de cálculo do salário hora do Aprendiz (inteligência dos artigos 428 e seguintes da CLT e Decreto 5.

  • Pages: 17
  • Size: 118 KB
  • Date: 2013-06-07 01:38:35
About us-Contact us